Por que reconhecer minha identidade racial

Passar a vida tentando ocultar as características que nos constituem é uma postura desagradável. Fingir ser o que não somos ou procurar métodos para disfarçar os atributos negróides não deveriam ser uma atitude comum. Em vez de tentar esconder as singularidades que nos tornam mais belos, devemos ter orgulho em exaltar e disseminar a nossa identidade racial.

A história mostra que o negro sempre foi repreendido. Nunca aceitavam o nosso cabelo, julgavam a nossa estética e sobre nós incidiam somente adjetivos ruins. Finalmente, estamos presenciando a desconstrução dessa imagem por meio da valorização da nossa história e cultura. Ao reconhecer o direito de ser livre e de se posicionar contra os estereótipos, a nossa negritude é enaltecida.

A construção identitária é um processo fundamental. É a partir dela que adquirimos meios para batalhar contra o racismo e construir uma sociedade aberta à diversidade. Além do mais, esse é um comportamento que proporciona muita satisfação pessoal. Veja porquê é tão importante reconhecer às origens. Vamos lá!

Restabelece a autoestima

Infelizmente, é bastante comum nos depararmos com pessoas negras com baixa autoestima. Isso acontece devido à falta de confiança no seu potencial e uma visão negativa de si mesmo. Entretanto, sabia que ao reconhecer a identidade racial essa situação pode ser revertida?

O amor-próprio e a autovalorização se manifestam quando decidimos parar de julgar a nossa aparência. Aceitar a sua estética e amar o seu cabelo — seja ele crespo, cacheado, com tranças ou black power — é o começo de uma aceitação que mudará a sua vida. Muitas vezes, os padrões de beleza não respeitam as nossas características, mas você não precisa segui-los. Acredite!

Ajuda no combate ao preconceito

Lamentavelmente, sabemos que o preconceito racial é uma realidade. A única maneira de combatê-lo é por meio da conscientização e valorização da identidade negra.

A sociedade precisa entender que os estereótipos propagados pela TV e outros meios de comunicação não são verdadeiros. Por isso, assumir-se como negro é fundamental. Somente assim estaremos prontos para combater a discriminação e exigir o respeito ao qual todos os cidadãos têm direito.

Otimiza os cuidados com a saúde

Além do fator político e social, reconhecer a identidade racial também é uma questão de saúde. O formaldeído presente em alguns produtos de alisamento capilar é uma substância cancerígena. O uso é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a fim de minimizar o risco do surgimento da doença, ocorrência proporcional a quantidade de vezes que a química é utilizada.

A anemia falciforme também é uma patologia recorrente em indivíduos negros. Essa prevalência é caracterizada por uma mutação genética. A alteração nos glóbulos vermelhos que tendem a se romper mais facilmente, são responsáveis por provocar o problema. Portanto, realize exames e previna-se!

Assumir a identidade racial pode ser um processo árduo, contudo, muito valioso. Ainda que na mídia haja pouca representação de negros bem-sucedidos, existem algumas personalidades que são exemplos de luta. Entre eles, podemos citar a criadora de conteúdo no Youtube Gabi Oliveira; a atriz Zezé Motta; a cantora Iza; e a estrela internacional Viola Davis.

E aí, ficou inspirado para expressar a sua verdadeira identidade? Veja 4 artistas negros que são exemplos de representatividade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This