Feminismo negro: qual a sua importância?

As lutas das minorias é um assunto em pauta nas principais discussões políticas e sociais da atualidade. Contudo, você sabia que existem minorias dentro de minorias, como é o caso do feminismo negro?

Assim como o feminismo hegemônico que conhecemos em que há um apelo para a igualdade de gênero, existe também uma preocupação com as questões raciais sofridas pelas mulheres negras perante a sociedade.

Se você ainda não conhece esse movimento, veja como ele surgiu, qual é a sua importância e alguns exemplos de mulheres inspiradoras da nossa história. Confira!

Aspectos históricos importantes

O período de escravidão no Brasil é o ponto de partida de todos os movimentos negros que lutam pela igualdade de direitos. Foram centenas de anos nos quais se acreditava que os negros sequer eram humanos. Como consequência disso, toda uma raça foi condenada a sofrer preconceitos e passar por situações degradantes ao longo da vida.

Por outro lado, as mulheres também sofreram por séculos a posição de inferioridade perante os homens. Com base em sua superioridade física, as relações sociais foram se estabelecendo de forma que o sexo feminino era considerado frágil e inferior ao masculino.

Diante desses cenários, a mulher negra se vê diante de dois desafios: o de ser mulher e o de ser negra. Lutas diferentes, mas que, por meio do feminismo negro, são integradas em um único movimento.

Importância do feminismo negro

Na década de 1970, duas militâncias se destacavam nas lutas pelas minorias: o feminismo e o movimento negro. O feminismo era representado por mulheres brancas de boas condições financeira e de acesso à educação. Nas pautas, buscavam por direitos civis iguais aos dos homens, como o voto e o trabalho, por exemplo.

Em contrapartida, o movimento negro buscava a valorização da raça e igualdade entre negros e brancos. Sendo assim, as ações eram sempre voltadas às oportunidades de inserção no mercado de trabalho e contra o racismo. O grande problema é que nenhum dos dois movimentos representava 100% as mulheres negras.

No feminismo, haviam as mulheres que viam as negras como servas e inferiores, assim como no movimento negro haviam os machistas e misóginos. Por isso a necessidade de um movimento de mulheres negras que levasse em consideração os desafios de ambas as lutas, em uma visão única e complementar.

Exemplos de feministas inspiradoras

Os exemplos são formas de inspirar as pessoas a lutarem por seus sonhos, desejos e direitos. Por isso, é muito importante destacar as mulheres que atuam em prol da igualdade todos os dias. Veja uma lista de algumas delas:

O feminismo negro é uma militância muito importante para proporcionar mais oportunidades e igualdades para as mulheres negras. Além disso, ele ajuda na conscientização da população e no combate ao racismo e machismo, levantando questionamentos concretos e relevantes às discussões políticas e sociais.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre o feminismo negro, que tal repensar alguns conceitos para se entender melhor? Confira este outro post e veja por que é tão importante reconhecer sua identidade racial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This